terça-feira, setembro 30, 2008

Ei, você... Ei...

Tantas coisas para falar e não falei
Olhei, parei... Pensei...
Dois, três ou quatro goles; já não sei
Por medo, na primeira vez, eu não tentei

Cansei!
-Força, vamos lá! Está na hora de chegar

-Ei, você.. Ei!
-Sei que não me conhece, mas seu nome eu já sei
Em poucas palavras a ela me expressei
E com o seu não, de um belo sonho acordei



Humberto Araújo Melo - Completamente alienado e sem inspiração, querendo atacar de poeta contemporâneo.

Um comentário:

Jonathan Alves disse...

Nininho também é um poeta!! rss