domingo, janeiro 27, 2008

A face obscura do Coringa



Nessa semana, a notícia que mais circulou entre os jornais do mundo foi a da morte do ator australiano Heath Ledger (22/01/2008). Não era para menos. Toda vez que uma jovem estrela do entretenimento morre, os “simples mortais” ficam chocados com a fragilidade do ser humano. Devo confessar que a notícia também me impressionou. Conheci o trabalho desse rapaz da “terra dos cangurus” (ótimo trabalho, diga-se de passagem) num momento em que minha vida dava um verdadeiro pulo (que trocadilho péssimo). Certas coisas estavam acontecendo e apontando para rumos que eu jamais tinha esperado. Tantas coisas aconteceram desse tempo pra cá que, em um determinado momento, me deparei com uma face obscura e misteriosa. Creio que todo mundo deve ter esse lado. Algo que nos empurra em muitas barcas furadas, que nos faz aprender um pouco do sarcasmo da vida, mostrando o humor sádico que as pessoas podem ter. Todos devem passar por isso em algum momento de suas vidas. Podemos dar risada de algumas situações, mas sempre vamos dar de cara com pessoas boas e más; tudo depende do momento em que vamos encontrá-las. Esse pensamento ainda me faz acreditar nas pessoas, ter paciência com elas. Caminhos são escolhidos de acordo com aquilo que vivemos em determinado momento. Assim é a vida: engraçada e misteriosa como uma carta de baralho, sempre nos pregando peças. Assim foi com Leadger, que, como último papel, interpretou o Coringa, famoso vilão dos quadrinhos, de personalidade totalmente conturbada e marcante. O talento do jovem ator se rendeu à loucura que todos nós vivemos, principalmente aqueles que, de alguma forma, são admirados por muitos. Tais acontecimentos e reflexões me fazem lembrar de algumas pessoas que certamente se abalaram com a notícia. Daí eu penso: qual será a próxima cartada da minha vida?

Um comentário:

Gih disse...

Oieee Ni!
a Proxima cartada é vc acha uma namorada e fica quetinho, sossega nessa vida!

te adoro menino

bjão!